Mana do Mês de Janeiro: Oprah Winfrey - Parte 1

O quadro Mana do Mês começa 2021 com uma mulher pioneira: a primeira mulher preta a comandar o talk show de maior audiência nos Estados Unidos. Sim, estamos falando da apresentadora, jornalista, atriz e empresária norte-americana Oprah Winfrey.


Oprah Gail Winfrey nasceu no estado de Mississipi, nos Estados Unidos, no dia 29 de janeiro de 1954. Filha de mãe solteira e adolescente, teve uma infância difícil. Na adolescência, foi morar com o pai, na cidade de Nashville, no Tennessee, onde ganhou uma bolsa para estudar e pôde mostrar suas habilidades de oratória e recitação dramática.


A partir desse momento, a cidade, a região, o país e o mundo, aos poucos, passaram a reconhecer e dar visibilidade a essa mulher potente. Oprah se tornaria um dos principais rostos da televisão americana e entrevistaria nomes como o do cantor Michael Jackson.


Formada em Comunicação e Artes Cênicas pela Universidade Estadual do Tennessee, iniciou a carreira ainda na cidade de Nashville como âncora do telejornal local. Em Chicago, anos depois, liderou o talk show “AM Chicago”, que se tornou um dos programas de TV mais vistos da região.


A apresentadora, jornalista, atriz e empresária norte-americana Oprah Winfrey │ Foto: Reprodução

The Oprah Winfrey Show


O sucesso de “AM Chicago” foi tão grande que a emissora decidiu convertê-lo em uma atração nacional em 1986. É nesse momento que acontece a consagração da carreira de Oprah, com a mudança de nome para “The Oprah Winfrey Show”. Quem imaginaria uma mulher preta comandando o maior talk show da história da TV americana? Ela conseguiu. E ainda revolucionou o gênero, com uma pegada mais intimista e confessional, deixando os convidados à vontade para revelar segredos, falar sobre a vida amorosa e assuntos duros do passado.


Com forte teor social, o talk show abriu portas para se falar sobre tabus e preconceitos, como homossexualidade, alcoolismo e dependência de drogas, além do direito das mulheres. Inclusive, foi no divã da apresentadora que o cantor Michael Jackson, quando estava no ápice da carreira, contou ao mundo que possuía vitiligo, doença que causa a perda da coloração da pele. É considerada a entrevista de maior audiência da TV dos EUA, atingindo a marca de 100 milhões de telespectadores.


Foi lá também que a cantora Whitney Houston confessou ser dependente de drogas ilícitas e Tom Cruise virou meme ao se declarar apaixonado por Katie Holmes. Oprah também fez confissões pessoais e sensíveis, como a de ter sido abusada na infância.


Em 25 de maio de 2001, quando era exibido para cerca de 150 países, Oprah decidiu encerrar esse ciclo. A apresentadora revelou que o motivo foi o desejo de se dedicar exclusivamente ao seu próprio canal de TV por assinatura, o "The Oprah Winfrey Network”, que estreou no ano seguinte.


Ao longo dos 25 anos de exibição, o programa conquistou a notável marca de 47 Emmys, o maior prêmio da televisão do país. E o número só não foi maior porque a produção deixou de submetê-lo em diversas edições da premiação.


Em 2020, ela retornou às telinhas para apresentar um programa sobre a Covid-19 na Apple+ e ainda doou dez milhões de dólares para ajudar estadunidenses em situação de vulnerabilidade durante a pandemia.


Oprah possui um patrimônio avaliado em 2.6 bilhões de dólares │ Foto: Reprodução

Muito além da TV


Oprah não é exitosa somente na televisão, mas também no cinema. Ela já atuou em diversos filmes e chegou a ser indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante pelo papel no filme “A Cor Púrpura" (1985), de Steven Spielberg, mas perdeu para Angelica Huston. Também participou das dublagens de “A Menina e o Porquinho” (2006), “Bee Movie” (2007) e “A Princesa e o Sapo” (2009).


Além do canal de TV, ela ainda é detentora da revista "The Oprah Magazine", que obteve considerável sucesso no mercado de publicações femininas. Oprah também possui o domínio do site Oprah.com e da rádio “Oprah and Friends”.


Aos 66 anos, Oprah Winfrey é, na verdade, uma show-woman completa, dona de uma rede de empresas de mídia e entretenimento e importante filantropa norte-americana. Por muitos anos, foi considerada a mulher mais bem paga do cenário cultural dos Estados Unidos e possui, hoje, um patrimônio avaliado em 2,6 bilhões de dólares, segundo o site da revista Forbes.


Mas a sua influência na política e sociedade vai muito além, a ponto dela influenciar uma eleição presidencial dos EUA. Em 2008, a candidatura de Barack Obama disparou após declarações de apoio de Oprah e o comparecimento da artista em comícios. Além disso, é considerada um dos maiores ícones de representatividade preta do século XX, tocando diversas gerações ao longo das décadas. Oprah superou todas as barreiras - financeiras, raciais e sociais - e continua gigante até hoje.


____



“Mana do mês” é a personalidade feminina influente escolhida para ser homenageada pelo Telas. Todo mês uma mulher importante e relevante é selecionada para contarmos sua história e legado.