Setor cultural repercute crise provocada pelo coronavírus

O setor cultural é um dos que mais sofre com a crise provocada pela pandemia do Covid-19. Estima-se um prejuízo de US$ 5 bilhões neste ano só para o mercado da música global. No Brasil, organizadores, produtores culturais e empresários do setor pedem cautela a sociedade antes de pedir o reembolso para evitar que toda a cadeia econômica, que envolve a cultura e seus funcionários, quebre.

Theatro Municipal do Rio vazio. (Foto: Reprodução)

A maior convenção de música da América Latina, a Sim São Paulo, pediu para quem tenha ingressos de espetáculos cancelados considere “aceitar o adiamento do ingresso ao invés de pedir reembolso agora”.


Em nota, a União Brasileira de Compositores – UBC afirmou que está trabalhando para minimizar o impacto que a indústria musical sofre na arrecadação de shows e eventos. “O calendário de distribuição segue inalterado e nossas rotinas vão seguir dentro da maior normalidade possível frente a este quadro sem precedentes”, disse.


produtores de teatro do Rio lançaram medidas para enfrentar a crise, como suspensão da cobrança ou alteração no prazo para o pagamento de contas básicas e descontingenciamento dos atuais mais de 300 milhões do Fundo Nacional de Cultura.

Mesa de debate na Sim São Paulo 2016. (Foto: Divulgação)

O Covid-19 é uma doença infecciosa causada pelo novo coronavírus. Foi identificada pela primeira vez em dezembro de 2019 na cidade chinesa de Wuhan. Desde então, espalhou-se para o restante da Ásia e da Europa. Em seguida, chegou aos outros continentes, incluindo países da América do Sul, como Argentina, Chile e Brasil.


Em nosso país, os cantores Di Ferreiro e Preta Gil, a influencer Gabriela Pugliesi e a atriz Fernanda Paes Leme testaram positivo para o vírus. Já no exterior, os atores Tom Hanks e Rita Wilson são exemplos de personalidades que acusaram positivo para o novo coronavírus.

Fernanda Paes Leme compartilha quarentena nas redes. (Foto: Reprodução)

O Telas por Elas reforça a importância de se aderir à campanha #euficoemcasa, respeitando a quarentena proposta pelo Ministério da Saúde. É o momento de ler o livro guardado na gaveta, escutar e conhecer novos artistas nas plataformas de streaming e ainda divulgar aos amigos. Assim, você ainda movimenta a cultura mesmo estando em casa.


___


Com atualizações diárias, a categoria 'Notícias' é para quem quer ficar por dentro de tudo o que acontece com as mulheres (e para as mulheres) dentro do mundo da cultura.