Reality show e a (des)construção da imagem pública

Por Jéssica Riquena e Victoria Rohan


Que os realities são responsáveis por criar (sub)celebridades não é novidade para ninguém. Desconhecidos se tornam pessoas públicas depois de pisar nas casas mais vigiadas do Brasil. Mas o que acontece quando famosos (ou semi-famosos) participam de realities shows, como no caso de “A Fazenda” e na recente edição do “Big Brother Brasil”? Qual o tamanho do poder que câmeras ligadas e abertas ao público 24h por dia têm na construção (ou desconstrução) de imagem dessas figuras públicas?



É um pouco difícil dar uma resposta definitiva para essas perguntas. Afinal, uma boa equipe de marketing pode preparar uma estratégia perfeita e só trazer frutos positivos para uma carreira pós-reality. E, mesmo que seja difícil manter um personagem por três meses ou não ser cancelado pela internet, essa não é uma tarefa impossível. O “Vamos Polemizar?” de hoje vai trazer três exemplos de como a participação em realities podem afetar uma imagem pública previamente construída: JP Gadêlha, Bianca Andrade (Boca Rosa) e Manu Gavassi. E, bem, tirem suas próprias conclusões.


Leia também: Vamos polemizar: está todo mundo cancelado?


Ascensão e queda de JP


JP Gadêlha é um bombeiro militar recifense que ganhou o posto de “celebridade” ainda no começo de 2020 ao participar do reality show da Netflix, “The Circle”. Basicamente, os participantes se mudam para um mesmo prédio e devem se relacionar e classificar uns aos outros com um único porém: eles não podem se ver pessoalmente. A interação toda é feita por perfis criados pelos participantes e, por isso, a premissa do programa é de que “qualquer um pode ser alguém no The Circle”.


Leia também: #Crítica: versões, personalidades e machismo do #TheCircle


Para mim, a participação de JP nesse reality já tinha deixado bem claro sua incrível capacidade de se camuflar e de se utilizar de falsidade para conseguir o que quer. Mas o pessoal das redes sociais ficou simplesmente apaixonado pelo participante, que se tornou o ex-The Circle mais seguido no Twitter. Todo #militudo, JP se mostrava ser um “fado sensato” nas redes sociais da vida real. E, com tanto sucesso, foi chamado para participar de “A Fazenda 2020”.



Foi aí que as máscaras caíram. Em apenas duas semanas de confinamento na tela da Record, JP jogou toda a imagem pública que havia construído no Twitter pelo cano. Além de se aproximar e defender o cantor Biel (que, não vamos esquecer, bateu na esposa), o bombeiro ainda esteve presente em conversas bastante polêmicas acerca das mulheres da casa e um quê de “racismo reverso” (que, sempre bom lembrar, não existe). JP chegou a perder seguidores no Twitter. Sua conta tinha 154.522 seguidores quando foi confinado no hotel para o programa e, no dia de sua eliminação, 149.448. Vem limpar sua imagem aqui fora, JP - o que, na verdade, ele já começou a fazer, com uma thread de pronunciamento.



A chegadas das celebridades no Big Brother Brasil


O BBB20 trouxe muitas novidades, mas a mais importante delas foi a separação da casa entre Pipoca – pessoas que se “inscreveram” para entrar no programa – e Camarote – sub celebridades convidadas para participar. É óbvio que assim que essa notícia foi divulgada as pessoas foram à loucura e começaram a vasculhar as redes sociais de vários influenciados e personalidades cotadas para entrar na casa mais vigiada do Brasil.


Participantes "Camarote" no BBB20 | Reprodução: Rede Globo

Do lado “Camarote” da força, tivemos nomes como Rafa Kalimann, Babu Santana, Gabi Martins, Pyong Lee, Petrix Barbosa, Lucas Chumbo, Mari Gonzalez, Bianca Andrade (Boca Rosa) e Manu Gavassi. É nessas duas últimas que vamos focar.


“Não suporto esse papinho de Girl Power”


Frase curta, né? Mas foi ela que fez a influenciadora digital e empresária Bianca Andrade, conhecida na internet como Boca Rosa, perder 300 mil seguidores recém-adquiridos. De uma das queridinhas do público, a equipe da influenciadora aqui fora viu o termo “Fora Boca Rosa” ficar nos assuntos mais comentados do Twitter na madrugada que sucedeu esse fato.


O momento fatídico | Reprodução: Rede Globo

A carioca de 25 anos construiu um império na internet – e fora dela. Proprietária das marcas Boca Rosa Beauty e Boca Rosa Hair, Bianca entrou no BBB20 com um propósito: popularizar as suas empresas e atingir o público fora da internet. E não foram poucas as vezes que ela bateu nessa mesma tecla dentro da casa.


Com esse objetivo em mente, Bianca foi com as redes sociais preparadas e uma estratégia montada. Ela só não esperava esbarrar na grande divisão “mulheres x homens” que surgiu na casa ainda nas primeiras semanas. A briga surgiu porque Hadson – um dos participantes “pipocas” da casa – armou um plano para enfraquecer as celebridades através de um “teste de fidelidade”. Ao saber disso, as mulheres se reuniram e a partir daí você já pode imaginar o que aconteceu.


Sem saber que era impossível destruir toda a sua estratégia em uma única frase, Bianca foi lá e fez. De uma das favoritas da edição, ela passou a ser uma das mais questionadas pelo o público e todas as suas ações viraram munição para cancelamentos e mais cancelamentos no Twitter.


Quando eu descubro as merdas que fiz... | Gif: Reprodução

Com sua imagem dentro do programa prejudicada, ela foi a quinta eliminada e primeira mulher – a próxima, Gabi Martins, só foi sair seis paredões depois. É claro que, em números, a influenciadora mais ganhou do que perdeu. Ao entrar na casa ela possui 8 milhões de seguidores e na manhã após a sua eliminação o número estava em 9,6 milhões – atualmente são 12,8 milhões de seguidores.


Mas mesmo que, em números, os resultados não tenham sido catastróficos, é difícil pensar que a influenciadora atingiu de maneira positiva todas as pessoas que ela desejava ao entrar no programa, né?


Who The Fuck Is Manu Gavassi?


Foi essa pergunta que a cantora, atriz, compositora, produtora, diretora (e mais algumas coisas) Manu Gavassi abriu uma série de vídeos feitos pensados na participação dela na vigésima edição do Big Brother.



Mas, de fato, quem é Manu Gavassi? Se você foi adolescente na época dos “Colírios da Capricho” você deve ter ouvido os hits “Planos Impossíveis” e “Garoto Errado”. Pois é, ambos são de Manu. A jovem cantora era uma febre e conquistou um público fiel com composições sobre o primeiro amor, rompimentos e, claro, as famosas desilusões amorosas.


E bem, depois de uma fase trabalhando mais atrás das câmeras e investindo na produção de um material mais autoral e conceitual, a artista aceitou o convite para fazer parte do programa. Entretanto, diferente da Bianca que entrou com um objetivo, Manu batia na tecla que entrou na casa para tentar de entender melhor e descobrir, de fato, quem ela era.


Manu refletindo sobre quem é | Reprodução: Rede Globo

Bem, se isso foi a verdade ou não, a única realidade que conhecemos foi criada por uma integração entre o que estava acontecendo na casa e as redes sociais da participante. Com vídeos que paletavam com as cores das roupas que ela usava durante a semana, aproximação direta com o público e até mensagens para famosos, Manu conseguiu conquistar mais de 10 milhões de seguidores durante a sua estadia na casa.


E a estadia foi longa, viu? A cantora, que foi chamada de “enfeite” por alguns brothers chegou à final do programa, ficando em terceiro lugar. De fato, foi impossível passar por esse período sem alguns cancelamentos e falas problemáticas, mas mesmo assim a imagem da participante permaneceu intacta e ela conseguiu se destacar durante o programa como uma provável campeã. Protagonizando, inclusive, o paredão mais votado da história, com 1.532.944.337 bilhão de votos feitos pelo site oficial do BBB (inclusive, entrou para o livro dos recordes mundiais).


Retomando a pergunta inicial, o que acontece quando famosos (ou semi-famosos) participam de realities shows? A única resposta que podemos dar é que: depende. A celebridade pode entrar disposta a mostrar sua mais verdadeira versão ou ir preparada depois de (muitas) reuniões com a equipe de marketing. E, independente de qual estratégia escolhida, tudo pode acontecer. Afinal, “se você soubesse o que fazer, o que você faria, aonde iria chegar”?


_____

A categoria "Vamos Polemizar?" traz assuntos do cotidiano com outras visões e questões. O objetivo é entender melhor alguns sensos comuns dados como verdade por tantas pessoas.