Playlist: 6 músicas que todo mundo deveria conhecer e ouvir

A música é, sem dúvidas, uma das artes que mais toca o coração das pessoas, além de ser uma das mais acessíveis e populares. Ela é o nosso carro-chefe aqui no Telas Por Elas e não poderia passar despercebida justamente neste primeiro de outubro, a data em que se celebra o Dia Internacional da Música.


Essa data foi estabelecida pela UNESCO em 1975, com o intuito de promover a música entre todos os setores da sociedade, além de difundir os ideais de paz e amizade. Afinal, a música, independentemente do gênero, une pessoas de crenças, países e línguas diferentes.


Por isso, a nossa equipe destaca seis músicas que todo mundo deveria conhecer e ouvir. Tem clássicos nacionais e internacionais, além de razões muito sensíveis por trás dessas escolhas.



Nightmare, de Halsey


Halsey pode ser uma figura bem controversa e discutida pelo público em geral, mas é preciso reconhecer os acertos dela. Nightmare foge do acervo pop e R&B da cantora para se jogar numa guitarra pesada e xingar aos berros as injustiças de mulheres. O single, que não foi incluso em nenhum álbum até então (poxa, faltou essa faixa no Maniac!), pode passar despercebido para os ouvintes casuais de Halsey, mas quem é fã conhece bem essa música — principalmente por causa do clipe majestoso e bem produzido.


A letra ataca vários machismos que as mulheres têm de aturar no cotidiano, como demandas de sorrisos, cautela com ex-namorados e opiniões desnecessárias. Não digo que essa é a minha da minha vida, mas acho que há momentos em que precisamos desabafar e, se você tem a tendência de ficar revoltada como eu, essa é uma ótima trilha sonora para sua catarse.



Língua Solta, de Elza Soares


Elza já apareceu por aqui no blog como a Mana do Mês de junho e, se depender de mim, aparece sempre. Em “Deus É Mulher” (2018), álbum indicado ao Grammy Latino, dá para perceber na clássica voz rouca e carregada tudo que a cantora viveu e como isso influencia seu olhar para a vida. Por mim, é dever de casa de toda mulher brasileira ouvir “Deus É Mulher” do início ao fim. Mas, como a proposta aqui é indicar só uma música, fico com “Língua Solta”.


A composição de Alice Coutinho e Romulo Fróes traz uma pegada mais lenta e de revolta. Quase como um grito, Elza reafirma a todas as mulheres o nosso direito de falar. É um convite a todas para, apesar das diferenças, se unirem e se rebelarem já que “a coragem é língua solta e solução” e que “por nós, só nós e o mundo inteiro para gritar”.


Leia também: Mana do mês de junho: Elza Soares | Parte II



Lanterna dos Afogados, de Cássia Eller


Quando Cássia Eller faleceu eu tinha apenas 3 anos e é engraçado pensar nisso por que ela é uma das artistas que mais lembra minha infância e minha relação com minha mãe. Na época não existia Spotify, então eu lembro da gente ficar escutando o CD com as “20 melhores músicas da Cássia Eller” e Lanterna dos Afogados estava entre essa músicas.


A faixa, composta pelo Herbert Vianna (sim, o vocalista do Paralamas do Sucesso), foi regravada pela cantora em seu álbum “Cássia Eller”, de 1994. A letra, para mim, apresenta uma pessoa vivendo em meio ao caos buscando só uma “luz no fim do túnel” ou alguém para poder se apoiar. E, mesmo que a Lanterna dos Afogados possa parecer um lugar ruim, eu vejo só como o encerramento de uma fase.



Because You Loved Me, de Celine Dion


A música é um clichezão internacional, trilha sonora de filme da década de 1990, mas que sempre tocou muito meu coração. A letra, musicada na voz inegavelmente bela de Celine Dion, fala sobre a importância de algumas pessoas na sua vida. Basicamente, sem elas, você não seria você. “Você me ergueu quando eu não conseguia alcançar. Me deu forças, porque acreditou. Eu sou tudo o que sou, porque você me amou”.


Essa canção só ficou ainda mais especial para mim quando vi que existem pessoas que acham que ela está cantando isso para seu interesse romântico. Tipo, sério? Ok, não sei em quem Celine pensava enquanto cantava, mas a compositora Diane Warren, na verdade, escreveu para o seu pai. E essa música para mim sempre foi sobre isso: sua família - seja de sangue ou de amizades que você constrói ao longo da vida.



Hablarán de ti y de mí, de Vanesa Martín


“A vida começa hoje, dependerá de mim. Não há nada que me freie, tenho tanto que falar”. É assim que Vanesa Martín, cantora e compositora espanhola, inicia a música “Hablaran de ti y de mí”, trilha sonora da série “As Telefonistas”, da Netflix. Ela é especial para mim porque marca um período singular da minha vida, quando vivi em uma cidade distante e pude realizar sonhos e desejos. E é justamente disso que a música trata.


Ela é um grito de liberdade, sobretudo, para as mulheres como disse a artista em diversas entrevistas. Mas a letra, que fala de sonhos, desejos, empoderamento pessoal e a possibilidade de amar quem quiser, se converte em um hino de liberdade para qualquer minoria social e pessoas que não se encaixam nos padrões da sociedade.


Leia também: Playlist do Orgulho LGBTQIA+: 15 músicas para celebrar o amor!



The Climb, de Miley Cyrus


Para as pessoas que viveram a era Disney dos anos 2000 certamente conhece essa música e a voz que dá vida á letra. Miley Cyrus é uma das cantoras reveladas pela Disney Channel, sendo conhecida através de uma série chamada “Hannah Montana”. Em 2009 a história de Hannah ganhou um filme e foi nele que eu ouvi “The Climb” pela primeira vez. E naquele momento, no meio do cinema, eu com meus 12 anos de idade chorei ao ouvir a música.


A letra fala sobre superação, sobre os altos e baixos da vida e principalmente sobre os aprendizados que temos nesses momentos. “Continue em movimento, continue escalando. Mantenha a fé, querido! O mais importante, o mais importante é a escalada.” Lá em 2009 essa canção me tocou de uma forma diferente e mesmo depois de tantos anos eu ainda sinto a mesma coisa que senti quando ouvi pela primeira vez. Em diversos momentos da minha vida, lembrei da letra escrita por Jessi Alexander e Jon Mabe, e interpretada brilhantemente por Miley Cyrus e de fato, eu mantinha minha fé. Ela é pra mim um sopro de esperança que me diz que mesmo que a vida seja difícil, como uma escalada, a gente sempre consegue chegar no topo.



____


Listas semanais com dicas selecionadas sobre filmes, séries, músicas, livros e peças teatrais. É nessa categoria que você descobre sugestões do que assistir nas plataformas de streaming ou o que fazer em um dia atoa em casa.