#ListaPreta: 5 fotógrafas pretas para conhecer

Quando a primeira foto foi tirada na história, no século XIX, o ato de registrar momentos em uma imagem ajudou a eternizar grandes eventos da vida humana. Atualmente, a fotografia faz parte do dia a dia de muitas pessoas. Apenas no Instagram cerca de 60 bilhões de novas imagens são postadas diariamente, segundo informações divulgadas pela rede social.


Enquanto alguns fotografam por hobby, outros carregam câmeras nas mãos e fazem das imagens o seu ganha pão. Registrando acontecimentos, realizando ensaios criativos, editoriais de moda e campanhas publicitárias, o ramo é uma das áreas profissionais que mais exploram a criatividade e o senso estético de uma pessoa.


No entanto, mesmo sendo um ramo que deve retratar a vida cotidiana através das imagens, a fotografia ainda é uma área composta por gente branca e em sua maioria, por homens e héteros. Indo na contramão dessa falta de representatividade, existem mulheres pretas trazendo um olhar fotográfico forte e empoderado para a área.


Dando continuidade a nossa #ListaPreta, iremos te apresentar 5 fotógrafas que dão o nome e revolucionam o cenário fotográfico atual. Confira!


Helen Salomão


Com um marcante olhar fotográfico, a baiana Helen Salomão trabalha retratando a ancestralidade, mulheres reais, a beleza preta e as comunidades por onde passa. Já fotografou artistas como Luedji Luna, Thais Araújo, Camila Pitanga e Djonga e produziu editoriais que retratam a pluralidade e realidade do corpo feminino. Trabalhando com close up e explorando diferentes ângulos, Helen usa sua estética fotográfica como aliada do empoderamento e política.



Mylena Saza


Com olhar fotográfico potente, a maranhense Mylena Saza atua no cenário da moda levando representatividade e ancestralidade para as imagens. Suas fotografias carregam sentimento e força de tal forma que no ano de 2020, assinou sua primeira capa para a Glamour, além de ter passagens pelas editorias de moda da GQ Brasil, Marie Claire e Claudia. Realizou também, colaborações para Vogue Brasil e teve seu trabalho apresentado na versão digital da Vogue Itália.




Caroline Lima


Fotógrafa natural de salvador, Caroline Lima incorpora sua ancestralidade em projetos autorais e comerciais. Suas fotografias com Liniker, Xênia França, Jéssica Ellen e outros artistas já estamparam capa da Marie Claire, Glamour Brasil e GQ Brasil. Com imagens imponentes ela celebra a beleza e levanta a pauta da representatividade do povo preto.



Lilo Oliveira


A fotógrafa de Niterói Lilo Oliveira traz em suas fotografias um olhar marcante que tem como objetivo valorizar a beleza da população preta. Trabalhando com lifestyle, moda e eventos, a fotógrafa aposta em uma estética singular e processos criativos utilizando o foco. Lilo também atua na direção de arte, onde já dirigiu o clipes da cantora e atriz Késsia Estacio.



Márvila Araújo


Resgatando saberes de sua ancestralidade, a fotógrafa Márvila Araújo tem foco na fotografia negra e ancestral. Explorando elementos da natureza, luzes e ângulos, Márvila apresenta o seu olhar marcante através de imagens fortes e representativas, usando a fotografia como ferramenta de luta e construção de novas narrativas para enaltecer e reverência o povo preto.



____



Listas com dicas selecionadas sobre filmes, séries, músicas, livros e peças teatrais. É nessa categoria que você descobre sugestões do que assistir nas plataformas de streaming ou o que fazer em um dia à toa em casa.