• Victoria Rohan

Fifa mantém investimento de 1 bilhão de dólares no futebol feminino

Mesmo com a pandemia afetando financeiramente diversas áreas, a Fifa afirmou que não irá mudar os planos de investir 1 bilhão de dólares no futebol feminino. O fundo é voltado para ações que têm como objetivo estimular o crescimento e desenvolvimento do futebol feminino ao redor do mundo.

Marta é a maior artilheira da história da seleção brasileira com 110 gols. Foto: Philippe Huguen

A declaração oficial veio dias após a FIFPro, entidade que defende os interesses de jogadores de futebol, ter publicado que temia pelo futuro do futebol feminino por conta da pandemia. Em seu relatório, disseram que o futebol feminino precisará de medidas específicas para combater a crise porque as ligas profissionais são menos estabelecidas, os salários mais baixos e os acordos de patrocínio menores.


Confira parte do anúncio feito pelo porta-voz da Fifa:


"Podemos confirmar que esse financiamento já foi comprometido pela Fifa e não será afetado pela atual crise da Covid-19. Esse financiamento será investido em diversas áreas do futebol feminino, incluindo competições, capacitação, programas de desenvolvimento, governança, liderança, profissionalização e programas técnicos. (...) Também podemos confirmar que a Fifa está atualmente trabalhando em possibilidades de prestar assistência à comunidade do futebol em todo o mundo, incluindo o futebol feminino, depois de fazer uma avaliação abrangente do impacto financeiro que essa pandemia terá no futebol”.


Segundo o órgão, a maneira exata como o dinheiro será empregado ainda está sendo discutida com um grupo de trabalho e figuras do futebol feminino.



____


Com atualizações diárias, a categoria 'Notícias' é para quem quer ficar por dentro de tudo o que acontece com as mulheres (e para as mulheres) dentro do mundo da cultura.