Entrevista: Carolina Amaral, de "O Coro", lembra trabalho com Miguel Falabella no Disney+

Carolina Amaral pode ser nova, mas já se aproxima dos 10 anos de carreira, com algumas produções de peso no currículo. A atriz carioca participou de montagens de musicais icônicos como "Hairspray", "Mamma Mia", além de novelas e filmes. Agora, no final de setembro, Carolina também fez sua estreia no mundo do streaming, com a série "O Coro: Sucesso Aqui Vou Eu", do Disney+.


O título é uma das investidas da empresa do Mickey no mercado nacional e conta com a criação e atuação de Miguel Falabella, artista consagrado no teatro e televisão do país. Na história, Amaral faz Antonia, uma das jovens na disputa por uma vaga no elenco da próxima produção de Renato, personagem de Miguel.


Na vida real, o processo de espera para o aceite também foi cheio de tensões. Em entrevista exclusiva ao Telas Por Elas, Carolina relembra a ansiedade pela resposta, conta o que aprendeu ao lado de Falabella e revela curiosidades sobre o trabalho no streaming. Confira!

Carolina Amaral, de "O Coro", lembra trabalho com Miguel Falabella no Disney+ / (Foto: Divulgação / Disney)

1. Como foi trabalhar com Miguel Falabella? Quais as principais lições que você aprendeu com ele?


Foi uma honra inenarrável trabalhar com esse artista genial e completo que é o Miguel. Um dos seus principais traços é que ele ama ensinar. Pegou todos nós do elenco pela mão e fez questão de mostrar os caminhos, com tamanha generosidade e amor. Compartilhou conosco toda sua experiência e se fez sempre presente. Aprendi demais com Miguel. Aprendi a me portar diante da câmera, a como me comunicar melhor, como tornar o que eu digo mais efetivo e criar traços de uma personagem. Foi uma escola, literalmente.


"Eu sabia que seria a oportunidade da minha vida, e está sendo" - Carolina Amaral sobre fazer parte de "O Coro"

Carolina Amaral e Miguel Falabella / (Foto: Divulgação)

2. Como foi o processo de testes até finalmente ser selecionada para “O Coro”?


Foram dois testes, com muita gente. Eu nunca fiz um teste no qual eu conhecia tanta gente que estava audicionando - e muita gente talentosa. Eu queria muito, mas muito, integrar este elenco e esse projeto. Eu sabia que seria a oportunidade da minha vida, e está sendo. Desde o callback final, foram duas semanas de espera pela resposta. Fiquei muito ansiosa e quando recebi a notícia, pulei tanto que fiquei duas semanas com torcicolo.


3. Qual foi a sua reação ao descobrir que faria parte da série?


Eu estava apresentando trabalho pra faculdade de forma on-line. Engraçado que eu estava compartilhando a tela do meu computador pra sala toda. Eu recebi um “Oi” da Anne Trevisan, nossa produtora de elenco maravilhosa. Na hora, gelei. Eu estava falando no momento, fiquei uns cinco segundos sem dizer nada e meu primeiro impulso foi me desligar da aula. Meu grupo de trabalho e o professor não entenderam nada [risos]. Aí veio a notícia “você será a nossa Antonia”. Foi uma sensação indescritível. Só quem é artista, sabe. Levamos tanto nãos, estudamos tanto, um sim é um respiro, uma comemoração fenomenal, aquela conquista que faz todo o trabalho duro valer a pena. Na hora, chorei muito, gravei áudios chorando pra Anne, ela deve ter se assustado comigo [risos], mas eu queria muito, estava muito feliz. Fui correndo abraçar meus pais, que são o meu porto seguro e minha rede de apoio nessa vida. Foi um dos momentos mais especiais da minha vida!


"Aí veio a notícia 'você será a nossa Antonia'. Foi uma sensação indescritível. Só quem é artista, sabe".

4. Quais as diferenças na hora de gravar uma produção exclusiva para o streaming?


Cada streaming tem suas exigências, suas características. A história, o modo de falar e de se portar em cena, devem condizer com o perfil desse veículo. Eu já tinha gravado uma novela e recentemente um filme, foi bem diferente. Na Disney, fomos muito respaldados, sempre muito preocupados com a nossa integridade física e emocional. Era uma equipe gigante, trabalhando como uma engrenagem perfeita para chegarmos no tão sonhado produto final e está lindo! É resultado do trabalho árduo de muita gente talentosa.


Carolina Amaral em "O Coro", série nacional do Disney+ / (Foto: Divulgação / Disney)

5. Mesmo sendo bem nova, você já tem alguns anos de carreira. Quando decidiu investir de vez na área?


Aos oito anos, eu comecei a cantar no coral da escola. Faço aula de canto desde essa época. Aos 12, vi o anúncio do “Ídolos Kids” na Rede Record, e despretensiosamente, me inscrevi. Cheguei entre os 20 finalistas, foram mais de 12 mil inscritos. Esse momento me deu o gás para investir na minha carreira. Passei a fazer aulas de teatro e me apaixonei. Já fazia aulas de dança desde os 6 anos também. Entrei em uma agência e comecei a fazer testes, nunca mais parei.


6. Quais são os planos e metas para o futuro? Com que artista tem o sonho de contracenar?


A minha maior meta para o futuro é trabalhar com atuação até o último dia dessa minha vida. Quero muito conseguir levar em paralelo trabalhos no teatro e no audiovisual. Detesto ficar parada, ainda mais sem fazer o que eu amo, o que me preenche. Sou muito fã da Camila Morgado, Marjorie Estiano, Débora Falabella, Dira Paes, Marcos Palmeira e Alexandre Nero, sonho muito em um dia trabalhar ao lado deles.


"A minha maior meta para o futuro é trabalhar com atuação até o último dia dessa minha vida"

7. Além de “O Coro: Sucesso, Aqui Vou Eu”, o que você gosta de assistir no Disney+?


Eu sou apaixonada pela Disney, trabalhar lá foi um sonho se tornar realidade. No Disney+, eu amo assistir os filmes de animação. Sou completamente apaixonada por “Procurando Nemo” e “Os Incríveis”, são meus preferidos. Também amo os live actions, como “A Dama e o Vagabundo”, “Mulan”, “Rei Leão” e “Aladdin”. Tô doida pela estreia da “Pequena Sereia”!


Você já pode assistir aos 10 episódios de "O Coro: Sucesso Aqui Vou Eu", no Disney+!