Dia Nacional da Bossa Nova: conheça 6 artistas mulheres do gênero

O Dia Nacional da Bossa Nova é comemorado nesta terça-feira (25). A data foi escolhida por uma lei em 2009 para homenagear o aniversário do musicista Tom Jobim, um dos responsáveis pela criação do gênero que mistura samba com jazz. Sem dúvida, os expoentes mais conhecidos da Bossa Nova são todos homens (como o próprio Tom, Toquinho e João Gilberto), mas é sempre importante ressaltar a participação das mulheres na música. Confira a seguir seis artistas femininas que contribuíram para a Bossa Nova.

Wanda Sá


A paulistana se rendeu à Bossa Nova após escutar Chega de Saudade, de João Gilberto, no rádio quando tinha 16 anos. Até então, seu sonho era se tornar bailarina e dividia seu tempo entre as aulas de balé e violão. Iniciou sua carreira no gênero oficialmente em 1962, ao lado de Tom Jobim, Sérgio Mendes e do conjunto Bossa Rio. Dois anos depois, lançou seu primeiro EP, Wanda Vagamente, e nunca mais parou.



Joyce Moreno


Joyce Moreno entrou na música por influência do irmão mais velho, que frequentava o círculo de amigos da Bossa Nova no Rio. Com isso, começou a aprender a tocar violão e deu partida na sua carreira no final dos anos 1960. Contudo, ela levou quase 10 anos para ficar conhecida com sua participação num festival de MPB da TV Tupi. Foi então que assinou com uma gravadora para lançar seu primeiro projeto próprio: Feminina (1980).



Leny Andrade


Leny Andrade ganhou o apelido “Ella Fitzgerald brasileira” de Tony Bennett, o que só dá uma ideia da sua potência vocal. Versátil nos gêneros, passou pelo samba, bolero, suingue e samba-canção jazz. Seu bossa nova é mais puxado para o jazz por conta de sua técnica vocal — que aprendeu com ninguém menos que Dolores Duran.



Doris Monteiro


Doris Monteiro é da Era do Rádio, sendo ganhadora do título de Rainha do Rádio por dois anos seguidos. Desafiou as expectativas da família, que desejava que fosse médica ou advogada, para seguir no mundo da música após uma vizinha escutá-la cantando e sugerir que participasse do programa de calouros da Rádio Nacional. Seu primeiro compacto, lançado aos 16 anos, já lhe garantiu o sucesso com a popularidade do samba-canção Se Você Se Importasse.



Astrud Gilberto


Melhor amiga da também cantora Nara Leão, Astrud foi parar na Bossa Nova quando a colega a apresentou a João Gilberto. Daí saiu um casamento curto, de cinco anos, e também a música mais reproduzida da história do Brasil: Garota de Ipanema. Astrud faz os vocais da versão em inglês e deslanchou sua carreira com isso, recebendo um Grammy de música latina pelo conjunto de sua obra.



Sylvia Telles


Sylvia Telles assistiu ao surgimento da Bossa Nova em 1958. Cantora, também foi violonista e pianista, e participou da interpretação de músicas de compositores até então desconhecidos, como Carlos Lyra e Tom Jobim. Sua carreira acumula compactos, EPs e dez álbuns nas gravadoras Odeon, Philips e Elenco entre 1957 e 1966.



____

Listas com dicas selecionadas sobre filmes, séries, músicas, livros e peças teatrais. É nessa categoria que você descobre sugestões do que assistir nas plataformas de streaming ou o que fazer em um dia atoa em casa.