top of page

Astrologia: Momentos críticos para a humanidade

Como podemos ver os momentos críticos para a humanidade? Como podemos prever momentos de dificuldade, crises econômicas, futuras pandemias ou epidemias... O que a astrologia tem a nos dizer sobre isso e sobre o que nos espera?


Foto: Pinterest


Durante as conjunções planetárias de grandes planetas e planetas lentos, podemos perceber momentos importantes para a humanidade, em 2020 sabíamos que iria ter uma conjunção rara entre Plutão, Saturno e Júpiter, o ano da pandemia que se iniciou oficialmente em março de acordo com a OMS, organização mundial da saúde, essa pandemia de COVID-19 começou a se agravar primeiramente na China e logo em seguida estourou na Europa, Itália, Espanha... e assim por diante. Chegou nas Américas e a situação foi desesperadora.


Em 2021 eu postei a relação das epidemias/pandemias com as conjunções entre Júpiter/Netuno, Netuno tem relação com vírus e Júpiter é o planeta que expande e propaga o que ele toca.


"Em 2022, ambos estarão domiciliados em Peixes. Temos que lembrar que, por ser o maior planeta, tudo o que Júpiter toca, expande, cresce, aumenta. Ele pode ser considerado como uma lente de aumento, é exagerado, grandioso e abundante. Enquanto Netuno é o planeta das águas. Na mitologia grega, Netuno era chamado de Posseidon, o Deus dos mares. Netuno tem muita relação com as águas, inundações, líquidos do corpo, remédios, venenos e também vírus, doenças... É muito comum surgirem epidemias quando esses 2 planetas se encontram (Júpiter e Netuno)."


Anos da conjunção de Júpiter e Netuno:

1919/1920 - No signo de leão (gripe espanhola, Influenza)

1932 - Em Virgem (revolução constitucionalista no Brasil)

1945 - Em Libra (bomba atômica em Hiroshima e Nagasaki e fim da 2ª guerra mundial)

1958 - Em Escorpião (gripe asiática)

1971 - Em Sagitário (surto de meningite no Brasil)

1984 - Em Capricórnio (AIDS)

1997 - Em Capricórnio (avanços tecnológicos, clonagem, morte da princesa Diana e de Madre Teresa)

2009 - Em Aquário (H1N1)

2022 - Em Peixes (pandemia COVID-19)

Próxima conjunção entre Júpiter e Netuno: 2035 em Áries (24 de março de 2035)



Veja abaixo o gráfico criado por André Barbault, astrólogo:

"André Barbault - 1.10.1921, 17h +1:00, Chamignelles, França.

André Barbault recebeu dupla formação, astrológica e psicanalítica. Astrólogo francês e membro de uma família de astrólogos. Seu irmão, Armand (1906-1974), escreveu sobre astrologia e ocultismo, e sua filha Anne é uma astróloga publicitária. André começou a estudar astrologia, aos 14 anos, ensinado por Armand, e sempre foi muito afeiçoado a astrologia mundial. Sua exploração extensiva dos ciclos planetários o coloca na vanguarda do renascimento do século 20 e a reconstrução da astrologia mundana. Entre 1950 e 1967 dirigiu o Centro Internacional de Astrologia."


No livro dele: O prognóstico experimental em astrologia que relaciona as conjunções entre Júpiter e Netuno com grandes momentos da história mundial, crises, confusões, caos, conflitos...



Acompanhe esse gráfico:




Quanto mais embaixo o gráfico, mais chances de crises mundiais, conflitos globais.



Perceba o gráfico em 2022 bem abaixo, enfrentávamos uma grande crise global que já começou 2 anos antes, com a pandemia que começou em 2020, a mesma coisa ali em 2010, a crise começou em 2008, uma grande crise econômica nos EUA e 2009 tivemos a epidemia de H1N1.


A próxima vez que o gráfico estiver baixo será justamente no ano da conjunção entre Júpiter e Netuno em Áries, pode ter pandemia ou epidemia, ou uma crise global, envolvendo guerras, conflitos mundiais, violência, já que isso representa o arquétipo de Áries.


As grandes conjunções que fazem a década 20 (2020) ser a pior do século de acordo com o gráfico, sim, estamos na pior fase do século.

2020: conjunção entre Saturno, Júpiter e Plutão

2022: Júpiter e Netuno em Peixes

2024: Júpiter e Urano em Touro

2026: Netuno e Saturno em Peixes


Vemos que o gráfico desce novamente lá em 2035, depois em 2048, 2061... Mas, nada será pior que esses últimos anos de pandemia, guerra, conflitos, genocídio que estamos vendo pelo mundo.


Importante lembrar também que estamos caminhando para o final da Era de Peixes, que deve acabar logo no final desse gráfico mais ou menos entre 2100 - 2150... Uma era não tem data marcada para acabar, ela vai acabando aos poucos, não será uma mudança da noite para o dia, já podemos ver os indicadores de seu fim e a era de Aquário se aproximando cada vez nós da nossa realidade, ainda mais com o longo período de Plutão em Aquário, muita coisa vai se transformar e abrir caminho para a futura Era de Aquário que já mostra seus pequenos indícios há algum tempo com os avanços tecnológicos...


Veja outro gráfico:





Com Plutão em Aquário (2024-2044) podemos ver muitos movimentos do coletivo se unindo para causas solidárias, protestos, organização de revoluções, grandes mudanças através do povo, última vez que isso aconteceu foi durante a Revolução Francesa, Urano será importante também durante esses 20 anos de Plutão em Aquário.


Devemos ter atenção também com a mudança climática, o aquecimento global que tende a piorar se não tiver uma ação urgente e eficaz das grandes empresas e dos bilionários que são os maiores poluentes e destruidores do planeta com grande emissão de carbono principalmente em viagens com jatinho particular.


Com o avanço da tecnologia podemos também ter mais fontes renováveis para os meios de transporte, principalmente durante a fase de Urano em Gêmeos, energia solar, baterias, novos materiais menos poluentes e eficazes, grandes avanços também na medicina.

Yorumlar


bottom of page