8 livros de terror e suspense escritos por mulheres

Estamos cada vez mais próximos do Halloween e, por isso, não poderíamos deixar de indicar algumas obras que combinam com a data, né? E quando falamos de literatura de horror, logo vem nomes como Edgar Allan Poe à mente. De fato, Poe é um dos maiores escritores do gênero, mas está longe de ser o único.


Pensando nisso, fizemos uma lista especial, com oito livros de suspense ou terror, todos escritos por mulheres. O melhor é que tem para todos os gostos - desde aqueles mais suaves, para quem se assusta fácil, até aqueles thrillers psicológicos que vão demandar uma pausa entre os capítulos.


A gente já adianta que, se você não é fã de livros, não tem problema! A grande maioria dos trabalhos citados já foram adaptados para a televisão - em série ou filme. Então, continua uma super dica para você ter o que assistir no próximo sábado (31), Dia das Bruxas. Confira a seguir!


1. Formaturas Infernais (Meg Cabot)


Já para começar, o nome da autora está Meg Cabot, mas não é só ela que carrega "Formaturas Infernais" não, ok? O livro é um compilado de contos, que tem histórias escritas pela própria Cabot, além de Stephenie Meyer (Sim, de "Crepúsculo"), Kim Harrison, Michele Jaffe e Lauren Myracle. São cinco contos que se passam em uma formatura do Ensino Médio - mostrando que o evento pode ser bem mais assustador do que não ter o par ideal. No livro vemos dança com a Morte, batalha entre Anjos e Demônios e outras coisas que só a fantasia pode nos proporcionar.


2. Rebecca (Daphne du Marier)


A história da escritora britânica, lançada em 1938, voltou a chamar atenção por ter se tornado um filme da Netflix esse ano. Porém, essa já é a segunda adaptação da obra para o cinema - o primeiro a fazer isso foi ninguém mais que Hitchcock, em 1940 (trabalho que ainda lhe rendeu Oscar de Melhor Filme). O livro fala sobre uma jovem que se casa com um poderoso viúvo, mas a presença simbólica de sua falecida esposa, Rebecca, ainda tem impactos consideráveis na família.


"Rebecca" também virou assunto na internet por uma acusação de plágio. Segundo algumas pessoas, a grande história de du Marier foi, na verdade, totalmente inspirada no livro da brasileira Carolina Nabuco, "A Sucessora". Os responsáveis pela história e seu primeiro filme negam - mas vai saber né...



3. Bom Dia, Verônica (Ilana Casoy)


Outra adaptação fresquinha na Netflix, "Bom Dia, Verônica" foi lançado como série, dia primeiro de outubro na plataforma. A obra é uma parceria de Ilana Casoy - criminóloga famosa por escrever livros sobre serial killers - e Raphael Montes, já conhecido do gênero. A ficção de estreia de Casoy fala sobre a secretária de polícia Verônica, que tinha uma rotina tranquila, até ser testemunha de um suicídio e receber uma ligação anônima de uma mulher vítima de violência doméstica, em perigo de vida. Com dois mestres como Casoy e Montes, não tem como dar errado.



4. Você (Carolina Kepnes)


E vamos de mais Netflix... Aposto que você ouviu sobre a tensa série "Você", que conta a história do stalker / psicopata / neurótico Joe. A obra já rendeu duas temporadas no serviço de streaming e com previsão de lançamento para uma terceira em breve. Mas você sabia que o roteiro é baseado no trabalho homônimo de Carolina Kepnes? Porém, nas páginas do livro, as atrocidades do personagem principal ficam ainda piores. Caso você curta uma história de dar arrepios, vale a pena conferir.



5. A Assombração na Casa da Colina (Shirley Jackson)


Mais um livro que virou série da Netflix. O trabalho de Shirley Jackson deu origem ao roteiro da conhecida "A Maldição da Residência Hill". A história começa quando Eleanor, Theodora e Luke recebem convites para passar um tempo na Casa da Colina. Todos estão familiarizados com as histórias e assombrações do local - principalmente Luke, que é o herdeiro da casa. Porém, os três decidem se aventurar e, rapidamente, as coisas saem de controle. Assim, a vida - e a sanidade - de todos correm sérios riscos.



6. Objetos Cortantes (Gillian Flynn)


Da mesma autora de "Garota Exemplar", "Objetos Cortantes" é um livro cheio de mistério e suspense. No enredo, a jornalista Camille Preaker volta a sua cidade natal, depois de passar um tempo em um hospital psiquiátrico, a fim de investigar o desaparecimento de uma criança e o assassinato brutal de uma menina. Com isso, Preaker é obrigada a reencontrar a família - que não vê há tempos - e encarar traumas e lembranças da infância e adolescência. O livro já virou série, produzida pela HBO (Há, achou que ia falar Netflix, né?)



7. E não sobrou nenhum (Agatha Christie)


É claro que não poderia faltar a rainha dos mistérios e romances investigativos, Agatha Christie. A autora é uma das mais traduzidas do mundo - nível tipo, segundo lugar depois da Bíblia - e é conhecida eternamente pelas suas histórias de crimes. Em "E não sobrou nenhum", a autora conta a história de um grupo de dez pessoas que são convidadas a passar um final de semana em uma ilha. Lá eles descobrem que todos têm um passado sombrio e, pior, correm sério perigo.


Curiosidade: a história é baseada no poema infantil "Ten Little Niggers", citado bastante no livro. Esse era o título original, em 1939, porém, com o passar do tempo, o termo "nigger" foi rechaçado, por ser extremamente ofensivo à comunidade preta - daí veio o "E não sobrou nenhum". Portanto, nunca é tarde para mudar, viu?



8. Frankenstein (Mary Shelly)


A história do doutor Frankenstein e sua criação dispensam apresentações. Mas você sabia que esse clássico foi o romance de estreia de uma mulher britânica, chamada Mary Shelly? E não foi nada fácil fazer essa publicação, lá em 1818. A autora foi casada com outro importante escritor, Percy Shelly, e fazia parte do círculo de amigos de Lord Byron (o criador do byronismo, vertente do romantismo). Ou seja, em seu universo, só histórias feitas por homens faziam sucesso. Tanto que a primeira versão de "Frankenstein" foi lançada sem autoria, pelo medo de que uma escritora mulher afastasse os leitores. Mas logo isso mudou, já que a história fez um tremendo sucesso.



____

Listas com dicas selecionadas sobre filmes, séries, músicas, livros e peças teatrais. É nessa categoria que você descobre sugestões do que assistir nas plataformas de streaming ou o que fazer em um dia atoa em casa.