5 filmes para entender o período da escravidão no Brasil

Há exatos 133 anos era assinada Lei Áurea e as autoridades brasileiras declararam a extinção da escravidão no país, que perdurou de maneira legal por mais de 350 anos. O acontecimento histórico, datado em 13 de maio de 1888, tornou o Brasil o último país a abolir a prática nas Américas.


Ao longo dos anos, a sétima arte retratou esse período da nossa história e mostrou, por meio de filmes de ficção e documentários, a luta das pessoas escravizadas antes da assinatura da lei e os desafios do pós-abolição também. Engana-se quem pensa que a assinatura da lei por Princesa Isabel tenha sido uma concessão, mas sim reflexo da luta de homens e mulheres.


Algumas das produções selecionadas, inclusive, destacam nomes específicos que se destacaram nesse período. Também há produção que faz analogia com a atualidade, o que é importante já que, infelizmente, indivíduos são encontrados em situação análoga a escravidão Brasil afora até hoje.


Confira 5 produções cinematográficas - e suas sinopses - que ajudam a compreender esse período histórico do nosso país e a abolição da escravidão.



A Última Abolição (2018)


O documentário aborda a escravidão no Brasil com especial enfoque no período da abolição, destacando os movimentos abolicionistas, seus aliados e inimigos; as ligações da elite política e cultural do país com os movimentos mundiais contra a escravidão; a resistência, revoltas, lutas armadas, quilombos e os líderes da população negra escravizada; culminando com a Lei Áurea e suas consequências para a população negra do Brasil. Ao mostrar o protagonismo do povo negro na luta por libertação, o documentário contribuirá para o debate da história brasileira e da formação da nossa cultura, jogando um novo enfoque no tema e fortalecendo o combate ao preconceito racial.



Quilombo (1986)


Com Zezé Motta no elenco, o filme "Quilombo" conta a história de um grupo de escravos dos anos de 1650 que se rebela em um engenho de Pernambuco e ruma ao Quilombo dos Palmares, onde uma nação de ex-escravos fugidos resiste ao cerco colonial. Entre eles, está Ganga Zumba, príncipe africano e futuro líder de Palmares, durante muitos anos. Mais tarde, seu herdeiro e afilhado, Zumbi, contestará as idéias conciliatórias de Ganga Zumba, enfrentando o maior exército jamais visto na história colonial brasileira.



Cafundó (2005)


"Cafundó" é inspirado em um personagem da vida real e que viveu no século XIX, o Preto Velho João de Camargo, que é interpretado por Lázaro Ramos. Ex-escravo deslumbrado com o mundo em transformação leva um choque ao viver a realidade e chega ao fundo do poço. Após esse momento, diz ser capaz de ver Deus e passa a ter visões misturando suas raízes negras com a glória da civilização judaico-cristã. Para ele, sua missão é ajudara curar o próximo. Nos anos 40, se transforma em uma lenda após sua morte.



Besouro (2009)


Lançado em outubro de 2009, "Besouro" conta a história da vida de uma importante figura: Besouro Mangangá. Ele foi um capoeirista brasileiro da década de 1920 conhecido por feitos heroicos e lendários.



Quanto Vale ou É Por Quilo? (2015)


O longa é uma adaptação livre do diretor Sérgio Bianchi para o conto “Pai contra Mãe”, do escritor Machado de Assis. Com humor crítico, "Quanto Vale ou É Por Quilo?" faz um paralelo entre duas épocas aparentemente distintas, mas que possuem muitas semelhanças: a época da escravidão explícita no século XVIII e os dias atuais. As duas são semelhantes na manutenção de uma perversa dinâmica socioeconômica, que é embalada pela corrupção impune, pela violência e pelas enormes diferenças sociais.



Bônus: 12 anos de escravidão (2013)


Apesar de não ser nacional, o filme "12 Anos de Escravidão" é um filme clássico quando tema é escravidão do povo preto nos Estados Unidos e no mundo.


____


Listas semanais com dicas selecionadas sobre filmes, séries, músicas, livros e peças teatrais. É nessa categoria que você descobre sugestões do que assistir nas plataformas de streaming ou o que fazer em um dia atoa em casa.